Rede WWF dos EUA, Dinamarca, Japão, Reino Unido, Holanda e Suécia visitam áreas em restauração do projeto Reconecta Alto Paraná

Compartilhe esse conteúdo

Entre os dias 21 e 23 de maio, o Mater Natura recebeu representantes dos escritórios da Rede WWF dos Estados Unidos, Dinamarca, Japão, Reino Unido, Holanda e Suécia para uma visita técnica nas áreas em processo de restauração do projeto Reconecta Alto Paraná.

Durante o período, os representantes conheceram as ações integradas entre o projeto Reconecta Alto Paraná e o Projeto Onças do Iguaçu, visitaram propriedades, conversaram com produtores rurais atendidos e puderam analisar as diferentes abordagens e metodologias contempladas na mobilização e restauração das áreas.

No dia 23 de maio, tiveram a oportunidade de participar da “Oficina interna de planejamento estratégico para a Restauração do Alto Paraná” que ocorreu em Foz do Iguaçu/PR, essa oficina foi promovida no âmbito das Redes: Rede Gestora do Corredor de Biodiversidade do Rio Paraná e Rede Trinacional de Restauração da Mata Atlântica. O evento contou com a participação de 60 atores e representantes-chave de três países transfronteiriços: Brasil, Paraguai e Argentina.

O principal objetivo do encontro foi promover diálogo para o escalonamento do impacto e a alta qualidade da restauração da Mata Atlântica na Ecorregião do Alto Paraná. Durante a oficina, estiveram presentes mais de 25 instituições públicas e privadas, movimentos multissetoriais e organizações do terceiro setor dos territórios envolvidos.

Entre os resultados alcançados, destacam-se a identificação das fortalezas e também dos desafios que as instituições encontram no território, a realização de um pré-mapeamento das temáticas e dos atores-chave envolvidos na restauração da Mata Atlântica e o levantamento de experiências e narrativas  de restauração do território do Alto Paraná para o posicionamento estratégico das Redes nas Conferências das Partes (COPs) da Convenção de Diversidade Biológica (CDB) vindouras, tendo como referência a Rede Trinacional e o Pacto pela Restauração da Mata Atlântica reconhecidos como um flagship da Década da ONU da Restauração dos Ecossistemas (2021-2030).

Esses resultados representam um grande avanço em direção aos objetivos comuns de conservação e restauração da Mata Atlântica, sendo esta oficina uma etapa de um processo mais amplo de planejamento estratégico com foco na restauração do Alto Paraná para o ano de 2024. O evento destacou a importância da colaboração internacional e multissetorial para a preservação de um dos biomas mais importantes do mundo.

Sobre a Rede Gestora do Corredor de Biodiversidade do Rio Paraná

Rede formada há 14 anos por instituições públicas, privadas e do terceiro setor, atua em prol de ações relacionadas à conservação, restauração e sustentabilidade no território. O Mater Natura foi um dos formadores e tem papel de liderança junto às ações da Rede Gestora. Conheça mais seu histórico de ações aqui.

Sobre a Rede Trinacional de Restauração da Mata Atlântica

É um movimento multissetorial que abrange a Ecorregião do Alto Paraná na Argentina, Brasil e Paraguai, envolvendo diferentes partes interessadas na recuperação da Mata Atlântica e seus serviços ecossistêmicos. Estabelecida em 2019, a Rede Trinacional trabalha para a promoção de uma visão trinacional comum entre as instituições do território, com a integração entre Argentina, Brasil e Paraguai. Atualmente, fazem parte do movimento mais de 60 organizações da sociedade civil, governos, comunidades locais e iniciativa privada. Saiba mais sobre a Rede Trinacional e o Pacto como flagship aqui. 

Inscreva-se em nossa Newsletter

Receba mensalmente o nosso informativo.

Posts Relacionados

Nossas ações

Lista de Espécies da Fauna Ameaçada no Paraná é atualizada com coordenação do Mater Natura

A Lista de Espécies da Fauna Ameaçada de Extinção do Paraná teve uma nova atualização anunciada na última quinta-feira (06/06) pelo Governo do Estado do Paraná, por meio do Decreto 6.040/2024. A atualização foi realizada pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável (Sedest), pelo Instituto Água e Terra (IAT) e pelo Mater Natura – Instituto de Estudos Ambientais e integra um esforço

Nossas ações

Confira nossas iniciativas de Políticas Públicas em maio

O mês de maio foi intenso em termos de participação do Mater Natura em reuniões de políticas públicas ambientais. Além dos eventos do Projeto Político Pedagógico Mediado Pela Educação Ambiental (PPPEA) de Guaratuba, destacamos as seguintes atividades: (1) No dia 07, o presidente do Mater Natura, Paulo Pizzi, e o técnico César Tavares participaram de reunião

Rolar para cima