Projeto restaura 150 hectares no Alto Paraná

Compartilhe esse conteúdo

projeto Reconecta Alto Paraná, realizado desde 2021 pelo Mater Natura em parceria técnico-financeira com o WWF-Brasil e apoio da Rede Gestora do Corredor de Biodiversidade do Rio Paraná, tem a meta de restaurar até o final de 2025 ao menos 200 ha de áreas em uma região que abrange limites transfronteiriços, entre Brasil, Paraguai e Argentina.

O projeto abrange áreas com diferentes características e perfis, sejam elas: unidades de conservação, pequenas, médias e grandes propriedades, corredor ecológico e assentamentos da reforma agrária. Ressalta-se a importância de restaurar ambientes de qualidade para a fauna e possibilitar a recuperação de serviços ecossistêmicos, priorizando a formação de corredores ecológicos em áreas estratégicas. 

Outra vertente destacada no projeto, é a implementação de sistemas agroflorestais, buscando promover uma agricultura sustentável, de baixo impacto e que possa gerar renda para as famílias atendidas.

Por meio do projeto Reconecta Alto Paraná ao menos 25 propriedades e 2 unidades de conservação foram atendidas, sendo implementadas 5 agroflorestas e a proteção de ao menos 20 nascentes. Mais de 170 mil mudas de árvores nativas foram plantadas e houve a geração de renda para 30 pessoas aproximadamente, sendo a maioria delas atores locais.

A restauração ecológica movimenta uma cadeia, que envolve contratações para o plantio e manutenção das mudas, em alguns casos, coletores de sementes, compra de mudas dos viveiros florestais, monitoramento da restauração, articulação e governança. Todos esses elos e fases são figuras importantes para o fortalecimento local e o sucesso dos resultados na recuperação da restauração ecológica e dos serviços ecossistêmicos.

Confira novidades sobre o projeto nas nossas redes: FacebookInstagram e LinkedIn.

Inscreva-se em nossa Newsletter

Receba mensalmente o nosso informativo.

Posts Relacionados

Biblioteca Olha o Clima, Litoral!

Cartilha “Realidade e desafios da pesca artesanal em Antonina”

Instagram Facebook-f Linkedin Youtube Cartilha “Realidade e desafios da pesca artesanal em Antonina” A Cartilha “Realidade e desafios da pesca artesanal em Antonina” é fruto das informações obtidas ao longo das Oficinas de Diálogo Participativo (reuniões realizadas junto à comunidade pesqueira), que ocorreram no ano de 2023, como parte das atividades do projeto “Olha o

Áreas protegidas

Março foi mês de intercâmbio, workshop e Fórum Florestal

Intercâmbio da Rede Trinacional de Restauração da Mata Atlântica Entre os dias 6 e 8 de março, recebemos membros da Fundación Vida Silvestre da Argentina e uma representante da WeForest para um intercâmbio no âmbito das ações da Rede Trinacional de Restauração da Mata Atlântica. A visita técnica aconteceu nas áreas em processo de restauração realizadas pelo Mater

Rolar para cima