Ramsar Convention on Wetlands

Compartilhe esse conteúdo

Sobre o parceiro (financiador) – A Ramsar Convention on Wetlands (Convenção sobre Zonas Úmidas de Importância Internacional) é um tratado intergovernamental que fornece o enquadramento para a ação nacional e cooperação internacional para a conservação e uso racional das zonas úmidas e dos seus recursos. A Secretaria Executiva da Convenção disponibiliza ou articula a formação de fundos para projetos como o Ramsar Small Grants Fund for Wetland Conservation and Wise Use (SGF) (criado durante a 4ª Conferência das Partes da Convenção Ramsar (COP4), em 1990, como um mecanismo para ajudar os países em desenvolvimento e aqueles com economias em transição na aplicação da Convenção) e o Wetlands for the Future (WFF), iniciativa especial que criada em 1997 para beneficiar as instituições do Caribe e indivíduos através de capacitação e treinamento na conservação para uso adequado de zonas úmidas da América Latina.

Sobre a parceria – O projeto Fortalecimento de Capacidade Institucional para a Consolidação dos Sítios Ramsar Brasileiros foi desenvolvido no período de maio de 2007 a julho de 2008. No seu papel de coordenar as ações de promoção da conservação e uso sustentável das zonas úmidas do país, o MMA escreveu a proposta e solicitou financiamento ao Secretariado da Convenção. O Mater Natura e a The Nature Conservancy (TNC) foram parceiros na execução das atividades do projeto.
O objetivo do projeto foi o de apoiar os gestores dos Sítios Ramsar brasileiros na consolidação destas áreas. Utilizando ferramentas de maneja e a metodologia “Planejamento para Conservação de Áreas” desenvolvida pela TNC, foram realizadas oficinas de planejamento em cada uma dos cinco sítios Ramsar brasileiros selecionados para participar do projeto. Durante vários dias, em cada sítio Ramsar foram realizadas oficinas de planejamento onde, de forma participativa, os gestores destas áreas protegidas e representantes de instituições e comunidades de seu entorno, definiram os alvos de conservação, os impactos, as suas fontes, as ameaças críticas e estratégias para combatê-los. A coordenação do projeto, com base nos resultados, elaborou um documento sintético que será o portifólio da unidade de conservação, facilitando não apenas a definição de ações prioritárias, mas também a otimização do uso dos recursos financeiros.
O Mater Natura, além de coexecutor técnico do projeto, junto com o MMA, também foi o responsável por receber, gerenciar e prestar contas dos recursos financeiros doados a este projeto pela NFWF.
Por sua vez, o Mater Natura firmou parceria com o MMA para obter recursos junto ao Wetlands for the Future (WFF) para financiar o projeto Fortalecimento e Consolidação do Comitê Nacional de Zonas Úmidas – CNZU, no período de 2010 a 2011. O CNZU  é um colegiado criado pelo MMA em 2003 com a finalidade de colocar em prática as diretrizes assumidas pelo Brasil frente à Convenção de Ramsar. O Comitê é composto por representantes de órgãos governamentais e da sociedade civil, e, entre outras atribuições, visa promover e fortalecer ações de aproximação com os demais atores que dialogam com a agenda de zonas úmidas e manejo de água no país.
Um terceiro projeto executado pelo Mater Natura, denominado ConBio: Investindo em capacitação como estratégia para a conservação da Mata Atlântica, elaborou estudos e propôs ao CNZU/MMA a criação de um novo Sítio Ramsar na baia de Guaratuba. A proposta foi aprovada naquele colegiado e aguarda parecer final junto à Convenção Ramsar.

Inscreva-se em nossa Newsletter

Receba mensalmente o nosso informativo.

Posts Relacionados

Institucional

Mater Natura aprova projeto junto ao MMA e Funbio

O projeto “Refloresta o Lagamar: fortalecimento de áreas protegidas e da cadeia produtiva de restauração para conservação da Mata Atlântica” propõe a restauração e enriquecimento florestal de 181,1 hectares da vegetação nativa em sete Unidades de Conservação estaduais e privadas do Lagamar paranaense e a ampliação da cadeia produtiva de sementes e mudas destinadas à

Rolar para cima