Projeto “Reservas Particulares do lagamar Paranaense” apoia a consolidação das RPPN no litoral do Paraná

Compartilhe esse conteúdo

O Programa de Conservação da Biodiversidade do Litoral do Paraná – Programa TAJ Litoral do Paraná, gerenciado pelo FUNBIO – Fundo Brasileiro para a Biodiversidade, foi criado em decorrência de um Termo de Acordo Judicial (TAJ) firmado em 26/04/2012 por Petróleo Brasileiro – Petrobras, como compensação ambiental ao acidente com o oleoduto Olapa (Morretes-PR), em 2001.

Em junho deste ano, o programa abriu a Chamada de Projeto 10/2023 para o apoio à consolidação de Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPN) no litoral do Paraná, na qual o Mater Natura aprovou o projeto “Reservas particulares do lagamar paranaense”, que visa oferecer apoio à implementação e proteção de três Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPN) no litoral do Paraná, a RPPN Encantadas, localizada no município de Antonina, a RPPN Encontro das Águas em Paranaguá e a RPPN Graciosa, localizada no município de Morretes. Juntas, elas totalizam quase 60 hectares da Mata Atlântica em caráter perpétuo de conservação, protegendo sua biodiversidade e serviços ecossistêmicos. 

Apesar de serem legalmente protegidas, as três RPPN sofrem pressões relacionadas à exploração vegetal e à caça, conflitos fundiários, ausência de instrumentos de gestão e manejo, fiscalização e insuficiência de recursos humanos e financeiros. Com a execução do Projeto, o Mater Natura irá oferecer apoio à consolidação das três Unidades de Conservação, subsidiando mecanismos legais e técnicos para o ordenamento do seu principal instrumento de gestão, a partir da elaboração de seus planos de manejo e de um manual operacional para sua manutenção, facilitando a atuação das gestoras. 

Visando inibir as pressões anteriormente citadas e ampliar a proteção das reservas, será realizada a sinalização demarcatória nas propriedades e a elaboração e instalação de placas a fim de informar o público em geral sobre a existência das unidades na região. Além disso, para as RPPN que atuam com o uso público também será elaborada e instalada a sinalização para condução e informação de visitantes.

Por fim, as ações e resultados do projeto serão divulgados nas mídias digitais, visando a comunicação e a sensibilização da sociedade em geral quanto à importância das unidades de conservação.

Inscreva-se em nossa Newsletter

Receba mensalmente o nosso informativo.

Posts Relacionados

Nossas ações

Lista de Espécies da Fauna Ameaçada no Paraná é atualizada com coordenação do Mater Natura

A Lista de Espécies da Fauna Ameaçada de Extinção do Paraná teve uma nova atualização anunciada na última quinta-feira (06/06) pelo Governo do Estado do Paraná, por meio do Decreto 6.040/2024. A atualização foi realizada pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável (Sedest), pelo Instituto Água e Terra (IAT) e pelo Mater Natura – Instituto de Estudos Ambientais e integra um esforço

Nossas ações

Confira nossas iniciativas de Políticas Públicas em maio

O mês de maio foi intenso em termos de participação do Mater Natura em reuniões de políticas públicas ambientais. Além dos eventos do Projeto Político Pedagógico Mediado Pela Educação Ambiental (PPPEA) de Guaratuba, destacamos as seguintes atividades: (1) No dia 07, o presidente do Mater Natura, Paulo Pizzi, e o técnico César Tavares participaram de reunião

Rolar para cima